Jovem casal monta negócio de “comida de rua” em autocarro ambulante

Jovem casal monta negócio de “comida de rua” em autocarro ambulante

Desde há um mês que nasceu uma nova empresa em São Miguel. Trata-se da “F&C Street Food”, um projecto que surge a partir das viagens de trabalho pela Irlanda do Norte, Inglaterra e Lisboa de um dos proprietários, materializada depois em conversas de família. Andy Costa e a mulher passaram das ideias à acção e decidiram avançar com o projecto de um autocarro ambulante, que segundo o jovem empresário, tratou-se de “reinventar um conceito diferente de Street Food” (comida de rua, tradução livre de inglês) na ilha de São Miguel.
Andy Costa, nasceu na Bermuda, regressou ainda criança a São Miguel, onde residiu na Lagoa, esteve emigrado, e depois de regressar a opção foi a de viver na Ribeira Grande, terra natal da mulher, e em conjunto, os dois decidiram abrir um negócio. Trata-se de um investimento privado sem recursos a qualquer apoio, como nos garante o entrevistado.
Explica que por motivos de trabalho, ligado a bares e restauração, esteve emigrado na Irlanda do Norte, à Inglaterra e a Lisboa, onde viu que vários conceitos de street food seria uma boa aposta nesta ilha, numa altura em que há muito turismo. A primeira opção foi a ter de ter uma roulote, mas depois de muito pensaram sobre o conceito decidiram que o mesmo podia passar por um autocarro ambulante.
Depois de todo o processo legal, da compra do autocarro no continente e da remodelação necessária no veículo, instalaram-se, por agora, num único lugar para darem a conhecer o seu projecto, mas a ideia é a de ir de lugar em lugar, e principalmente estar em todas as festas que existam na ilha. Desde há um mês que o ponto fixo é junto ao campo de jogos da Ribeira Grande, no parque de estacionamento, e tem sido boa a experiência, “porque nos permite cimentar a marca”.
“As pessoas têm sido receptivas a este conceito diferente. Temos tido aqui muitos turistas. Lá fora existe este conceito, com pormenores diferentes, mas os turistas mesmo assim gostam e dizem que é inovador. Os locais acham extraordinário e gostam desta ideia diferente”.
Com alguma bebidas diferentes, a oferta gastronómica ambulante passa por hambúrguer em bolo lêvedo, bifana regional e wrap de frango, entre outras especialidades. Em breve, o casal preparara-se para servir o bife à regional com a pimenta da terra no pão.
Andy Costa faz questão de sublinhar que todos os produtos utilizados na confecção são dos Açores.  

Fonte: correiodosacores.pt

Deixe o seu comentário
Close